Início Doppler Conheça o Doppler Transcraniano com Microbolhas

Conheça o Doppler Transcraniano com Microbolhas

microbolhas

Para quem está navegando por aqui em busca de um pouquinho mais de informações e conhecimento sobre o Doppler Transcraniano, vai perceber que ele é indicado para inúmeras ocasiões e quadros clínicos.

Conheça o Doppler Transcraniano com Microbolhas

Algumas das situações mais comuns indicadas para a sua realização são:

  • Casos de suspeita e diagnóstico de Aneurisma Cerebral
  • Crises frequentes de Enxaqueca
  • Casos de Acidente Vascular Cerebral
  • Entre outros.

Entretanto, é possível adicionar uma coisa muito importante que você vai descobrir a seguir! Veja:

A Utilização do Doppler Transcraniano Associado ao Teste de Microbolhas

A hipertensão intracraniana, ou seja, a alta pressão nos vasos e artérias cerebrais pode levar à morte cerebral. Isso porque ela impede que o fluxo sanguíneo aconteça de maneira fluida, prejudicando a chegada de oxigênio e nutrientes ao cérebro.

Quando descoberto de maneira antecipada, há chances de que este quadro grave consiga ser controlado ou mesmo revertido. E tudo isso só é possível através da realização do exame Doppler Transcraniano (DTC).

Vale reforçar que o Doppler nada mais é do que um exame clínico, semelhante ao ultrassom, bastante útil para a medicina moderna. Ele permite a identificação e análise das estruturas internas do corpo humano  que recebem fluxo sanguíneo.

Na prática, o Doppler se utiliza de ondas sonoras refletidas a fim de verificar o fluxo de sangue por meio de um vaso sanguíneo. Com isso, a ideia é identificar tudo o que pode influenciar na análise da pressão intracraniana.

A fim de aumentar o nível de detalhamento para este fim, o Doppler Transcraniano é associado então à pesquisa de “Teste de Microbolhas“. Este método é capaz de identificar a presença de shunt direita-esquerda para investigação de embolia paradoxal.

O que é Shunt Direita-Esquerda e Como ele se Relaciona ao Cérebro?

Quando o sangue do lado direito do coração tem contato com o do lado esquerdo e entra nas artérias sem que tenha realizado as trocas de gás, dizemos que ocorreu o chamado shunt direita-esquerda.

É possível verificar este fenômeno na realização do exame Doppler Transcraniano com “Teste de Microbolhas”. Com isso, é mais fácil que seja evitada a Embolia Paradoxal (EP) que, posteriormente, poderia vir a ser causadora de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Como você já viu por aqui, o Doppler Transcraniano é um exame clínico muito eficiente quando o assunto é análise do fluxo sanguíneo intracraniano. Este exame é realizado em pacientes em que há a necessidade de investigar a origem de problemas cerebrais, como foi dito anteriormente.

Assim, é possível utilizá-lo tanto como uma ferramenta para auxílio no diagnóstico, quanto para a prevenção de um problema cerebral já conhecido anteriormente.

Vale lembrar que o Doppler Transcraniano (DTC) com ou sem o “Teste de Microbolhas” é considerado por todos um procedimento tranquilo, seguro e não invasivo.

Ele pode ser realizado em todo e qualquer ambiente de saúde devido ao seu fácil manuseio e alto poder de funcionalidade.

Entendeu agora como o Doppler Transcraniano (DTC) associado ao “Teste de Microbolhas” é importante? Então fique de olho nos próximos conteúdos e conheça ainda mais. Seja um paciente sem bem-informado!