Início Doppler Quando e para que Fazer o Doppler Transcraniano?

Quando e para que Fazer o Doppler Transcraniano?

Quando e para que fazer o Doppler Transcraniano?

Fazer o Doppler Transcraniano? Quando e para que?

Como você já viu por aqui, o Doppler Transcraniano é um exame clínico muito eficiente quando o assunto é análise do fluxo sanguíneo intracraniano. Mas, você sabe realmente para que ele é mais indicado?

Para que você entenda melhor, este exame é realizado em pacientes em que há a necessidade de investigar a origem de problemas cerebrais. Assim como também é possível utiliza-lo como um método de prevenção quando se é propenso a algum tipo de doença.

O principal objetivo é avaliar a circulação sanguínea dos principais vasos intracranianos. Dessa forma, é possível fazer o diagnóstico e indicar tratamentos para possíveis diante de cada determinado quadro clínico.

Normalmente, o Doppler Transcraniano é utilizado em situações clínicas diferentes, como :

Desmaios

Cientificamente falando, o Desmaio, ou síncope, ocorre quando há a perda repentina e transitória da consciência. O tônus postural, ou seja, a capacidade de ficar em pé e se sustentar também é prejudicada. A queda pode levar a problemas mais graves. Porém, a recuperação do desmaio em si, geralmente acontece em poucos minutos e é e completa.

Nem sempre a causa do desmaio é clara. Por outro lado, raramente indica doenças graves. Mas é preciso ficar bem atento, pois pode sim ser indício de uma coisa mais séria.

De qualquer maneira, para garantira a sua tranquilidade, o melhor a fazer investigar. Para isso, o Doppler Transcraniano é um dos exames mais indicados para isso.

Acidentes Vasculares Cerebrais (derrame cerebral)

O Acidente Vascular Cerebral é popularmente conhecido como “Derrame” ou simplesmente AVC. Ele acontece quando há o bloqueio total ou rompimento de alguma artéria localizada no cérebro.

Para que você tenha uma ideia, existem dois tipos de AVC. O Acidente Vascular Cerebral Isquêmico e o Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico.

O AVC isquêmico é considerado um pouco mais leve. Ele ocorre quando há o entupimento passageiro de vasos que levam sangue para o cérebro. Já o AVC hemorrágico, que é considerado como um problema bem mais grave, é diagnosticado quando uma artéria dentro do cérebro tem o seu fluxo rompido, provocado sangramento.

Seja qual for a gravidade, o Doppler Transcraniano é sempre indicado nestes casos.

Anemia falciforme

A Anemia Falciforme, também chamada de Drepanocitose ou Anemia Drepanocítica, é uma doença hematológica. É caracterizada quando há uma produção de glóbulos vermelhos do sangue fora da normalidade, o que prejudica as hemácias.

Quando e para que fazer o Doppler Transcraniano?

Este tipo de anemia é seríssimo. Isso porque prejudica a hemoglobina que dá a cor vermelha ao sangue e transporta o oxigênio pelo corpo, inclusive até a área cerebral. A falta dela pode causar diversos problemas de saúde, inclusive o AVC que falamos logo a cima.

Neste caso, fazer o Doppler Transcraniano também é uma indicação.

É importantíssimo lembrar que fazer o Doppler Transcraniano não avalia a Substância Negra. Esta é uma pequena área do cérebro que abriga neurônios responsáveis pela produção de dopamina.  Ou seja, neurotransmissores que levam informações às áreas cerebrais que comandam os movimentos.

Por isso, a Ultrassonografia Transcraniana é mais indicada no diagnóstico destes casos. Ela se se torna eficiente na identificação da presença de indícios da Doença de Parkinson e identificação de outras doenças relacionadas a esta área cerebral.

Quando e para que fazer o Doppler Transcraniano?

Então a dica de sempre é: consulte o seu médico! Apesar de sugerirmos algumas situações em que fazer o Doppler Transcraniano é indicado, um profissional da saúde é a pessoa mais indicada para avaliar cada caso, solicitar o exame e utiliza-lo para diagnosticar problemas cerebrais. Informe-se e cuide-se! Sua saúde agradece!